SEJA BEM VINDO À SALA DE DEBATES SOBRE HERESIAS E SEITAS. O conteúdo publicado neste forúm é de inteira responsabilidade do internauta que assina o texto, o site não se responsabiliza pelas opiniões aqui emitidas

Tags: musica igreja gospel seitas falso profecias heresia adorador profeta adventista mormon congregacao
26/02/2007 12:33
De: Juventude em Alerta
IP: 201.43.212.40

Seitas e Heresias

Estou preocupado com o que está acontecendo em relação a seitas e heresias. Estou precisando de uma ajuda. Alguem pode me informar quais os fundamentos doutrinarios da igreja Adventista do sétimo dia. Porque é considerada uma seita?
Juventude em Alerta
12/04/2007 19:32
De: Musica e Heresia
IP: 201.67.111.36

HISTORIA DO HINO GRANDIOSO ES TU

Quão Grande És Tu
Letra e Música: Carl Boberg 1859-1940)
Esta história começa na Suécia. Carl Boberg nasceu em Monsteras, na Costa sudoeste da Suécia, em 16 de Agosto de 1859. Seu pai era carpinteiro num estaleiro de navios, e sua casa dava bem para o estuário do rio Monsteras. Carl converteu-se aos 19 anos de idade. Num certo domingo, quando ia para a reunião, encontrou-se com alguns jovens pouco mais velhos do que ele, os quais insistiam para que fosse jogar em sua companhia e de algumas garotas amigas. Carl, que esperava encontrar, na reunião, o pregador que anteriormente tinha tocado profundamente em seu coração, e, não querendo perder o seu novo sermão, não aceitou o convite dos amigos.
A mensagem do pregador, naquele domingo, sobre o pecado e a graça foi direta ao coração de Boberg. Após a reunião, todavia, vagueou de um lado para outro sob profunda convicção de pecado, a tal ponto que, ao chegar a uma campina, caiu de joelhos e confessou-se um pecador irremediavelmente perdido. Nesse estado de espírito buscou o perdão, orando dia e noite, até que, ouvindo um menino tentando aprender de cor o versículo de João 14.13, que diz: "Tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei", a sua constante repetição fez com que ele compreendesse a verdade e assim encontrasse perdão e paz, simplesmente aceitando as palavras de Cristo.
Quatro anos mais tarde, no verão se 1885, Boberg escreveu o poema "O Store Gud", que conhecemos agora como "Quão Grande és Tu", e que foi publicado pela primeira vez em "A Folha de Monsteras", no dia 13 de Março de 1886. De 1890 até 1916 Boberg foi editor de um semanário cristão, "Testemunho da Verdade". De 1911 até 1924 foi representante de sua cidade no Parlamento Sueco. Sofreu, porém, um derrame em 1937, que paralisou o seu lado direito, vindo a falecer em 1940.
Naquele dia quente de verão de 1885, Carl Boberg e outros da sua cidade foram a uma reunião que se realizaria a duas milhas ao sul de Monsteras. De volta para casa, desabou uma tempestade; os raios riscaram os céus e os ventos sopraram sobre as plantações. Em apenas uma hora a tempestade cessou e o arco-iris apareceu! Chegando em casa, Boberg abriu a janela e viu o estuário que ficava em frente à sua casa, como se fosse um límpido espelho. Repetiu, então, baixinho, os versos de Nicander: "Bem vinda, ó brilhante tarde; Bem vinda, calma e linda".
Da outra banda do rio ouviu o canto dos pássaros no bosque. Tinha havido um funeral naquela mesma tarde e, de longe, podia ser ouvido o repicar dos sinos, na quietude daquele entardecer. A atmosfera e a beleza da paisagem tocaram a mente poética de Boberg e ali encontrou expressões para escrever o hino que hoje conhecemos come "Quão Grande és Tu".
Em 1891, Boberg, sendo editor de um daqueles periódicos, publicou o seu hino com aquela música.
É interessante notar que já em 1910 este hino havia sido traduzido para o português, pelo ilustre hinólogo Dr. João Gomes da Rocha, tradutor de inúmeros hinos, e foi publicado no hinário "Louvores", em 1938, pelo Centro Brasileiro de Publicidade Ltda. Esta tradução constava de dez estrofes e coro (Se os Hinos Falassem, Vol.1).
Em 1907 apareceu uma versão em alemão, feita por Manfred Von Glehn, residente na Estônia. Mas em 1927, outro pregador russo, Ivan S. Prokhanoff, conhecido como o "Martinho Lutero da Rússia moderna", publicou uma versão em russo, a qual foi incluída no hinário chamado "Kimvale" (Címbalos), uma coleção de hinos traduzidos de várias línguas.
Em 1923, o inglês Stuart Keene Hine, um dos nossos mais dinâmicos e dedicados missionários, deixou a Inglaterra, a sua terra natal e foi com sua esposa anunciar o Evangelho na Ucrânia.
Ali conheceram a versão russa de "Grandioso és Tu", logo que havia sido publicada por Ivan S. Prokhanoff. O Sr Hine e sua esposa não sabiam, ainda, que o mesmo havia sido escrito originalmente em sueco. Eles apenas recordam-se de que o cantavam em dueto em campanhas evangelísticas.
Na pequena vila mais próxima das montanhas, na qual o autor subiu, ali mesmo ele pôs-se em pé na rua, cantou um hino Evangélico e leu, em voz alta, o capítulo três do Evangelho segundo João. Entre os atenciosos ouvintes que se aproximaram estava o mestre-escola (professor primário) daquela vila russa. Naquele momento foi-se formando uma grande tempestade e, não tendo o missionário onde se abrigar, o professor russo, que se tornara amigo, ofereceu-lhe hospedagem.
Como foram inspiradores aqueles "potentes trovões", ecoando através das montanhas! Foram aquelas impressões que deram origem à primeira estrofe do hino em inglês:
Senhor, meu Deus! Quando eu, maravilhado,
Considero as obras feitas por Tua mão,
Vejo as estrelas, ouço o trovão potente,
O Teu poder demonstrado através de todo o universo:
Então minha alma canta a Ti, Senhor,
Quão Grande és Tu! Quão Grande és Tu!
Prosseguindo, o escritor atravessou a montanha fronteiriça com a Roménia, e lá, nas Bukovinas, (a terra das frondosas faias) encontrou alguns crentes. Juntamente com os jovens, passeou "entre as clareiras dos bosques e florestas" e "ouviu os pássaros cantando suavemente sobre as árvores". Como que instintivamente, todos começaram a cantar o hino "Quão Grande és Tu", traduzido por Ivan S. Prokhanoff, acompanhados de bandolins e violões.
Assim, inspirados parcialmente pela letra em russo e parcialmente pela visão de "todas as obras feitas pela Tua mão", as estrofes seguintes foram surgindo, em inglês!
Quando eu vagueio pelas matas e clareiras na floresta,
E ouço pássaros a cantar nas árvores docemente;
Quando olho desde a grandeza da montanha altaneira
Ouço o riacho e sinto a suave brisa:
Então minha alma.....
Contudo, pouquíssimos daqueles habitantes dos Montes Cárpatos, que viram ao seu redor as maravilhosas "obras das Tuas mãos", sabiam algo a respeito da salvação que aquele mesmo Deus grandioso havia providenciado - a grande obra mencionada na terceira estrofe.
Esta foi inspirado pelo seguinte fato:
Enquanto o missionário distribuía folhetos, de vila em vila, numa distância de 120 milhas, deparou com uma notícia surpreendente: "Há um homem que já possui uma Bíblia, a somente 20 milhas daqui", disse alguém. Esta novidade levou o irmão Hine a dirigir-se à humilde casa dum homem chamado Dimitri. A saudação cristã do missionário causou grande surpresa e alegria ao hospedeiro, pois antes, apenas dois outros crentes o haviam visitado, tendo ousado atravessar aquelas montanhas!
E, como foi que Dimitri veio a conhecer a Cristo? É o que vamos ver em seguida:
Dezenove anos antes, os exércitos Czaristas invadiram os Cárpatos e a vila onde Dimitri morava ficava bem no limite. Na pressa em retirar-se, um soldado russo deixou a sua Bíblia para trás. Porém, ninguém, na pequena vila, sabia ler, e, assim, a Bíblia ficou guardada até o dia da visita do Sr. Hine!
A esposa do Sr. Dimitri foi a primeira a aprender a ler e, como uma criança que está aprendendo as primeiras sílabas, começou a soletrar em voz alta para todos os vizinhos admirados, as palavras de João 3.16: "Por- que Deus a- mou o mun - do de tal ma - nei - ra ...".Lentamente, mas com perseverança, ela soletrava em voz alta, a mais maravilhosa história já ouvida, até chegar ao relato da crucificação, Foi aí que as lágrimas começaram a rolar e, homens e mulheres, com os joelhos dobrados, invocaram a Deus em voz alta!
Cerca de 12 pessoas foram realmente convertidas e o irmão Hine chegou justamente naquele momento e pôde ouvir o clamor de todos juntos, cada um expressando (inconscientes da presença dos demais) a sua profunda admiração por verem, pela primeira vez, a revelação do amor de Deus manifestado no Calvário.
Eis o que diz a terceira estrofe (na versão em inglês):
"E quando penso que Deus não poupando a Seu Filho,
Enviou-O para morrer, - mal posso entender
Que sobre a cruz, suportando de bom grado o meu fardo,
Verteu Seu sangue e morreu a fim de tirar o meu pecado"
A quarta estrofe só apareceu após a segunda guerra mundial, durante a qual a casal Hine teve de transferir a sua residência para a Grã Bretanha. No ano de 1948 o país foi superlotado com a entrada de 100.000 refugiados de guerra, acrescidos aos 165.000 poloneses que lá já se encontravam. Quando um crente vindo de um país soviético foi visitá-los e deu-lhes oportunidade de fazer qualquer pergunta, um deles perguntou, expressando o desejo do coração de todos:
"Quando vamos para o lar?"
Que melhor mensagem poderia ser dada àquelas pessoas sem lar, do que a que anuncia Aquele que foi preparar um lugar para os "desabrigados". o lar celestial oferecido a quantos O receberam como Salvador e Senhor? Um russo foi convertido na Inglaterra e estava profundamente pesaroso por não poder dar a alegre notícia à sua esposa. Esta confessara o Senhor, a quem ele, naquela ocasião, não quis receber, e depois disso eles foram separados por causa da guerra, perdendo totalmente o contacto um com o outro. Agora ele anelava pelo dia "quando Cristo vier e levar-me ao lar", onde ela teria a grata surpresa de encontrar a esposo querido.
Esta confessara o Senhor, a Quem ele, naquela ocasião, não quis receber, e depois disso eles foram separados por causa da guerra, perdendo totalmente o contacto um com o outro. Agora ele anelava pelo dia "quando Cristo vier e levar-me ao lar", onde ela teria a grata surpresa de encontrar a esposo querido.
Inspirada por estes fatos, nasceu a quarta estrofe (na versão em inglês):
"Quando Cristo vier com brado de aclamação
E levar-me ao lar - que gozo encherá meu coração!
Então me prostrarei em humilde adoração
E proclamarei: Meu Deus, quão grande és Tu!"
Nosso irmão Stuart Hine, já idoso, em correspondência com o irmão Luiz Soares, forneceu os dados históricos deste hino tão belo, que se tornou tão popular através da sua excelente versão. O Irmão Hine examinou e aprovou a tradução de "Quão Grande és Tu", feito pelo irmão Luiz Soares para Hinos e Cânticos, onde devidamente autorizada, aparecerá com o número 467. A música trará o arranjo do próprio Hine.
28/02/2007 16:33
De: muito bom
IP: 201.93.250.157

Muito bom

Sei que podemos compartilhar muito a respeito da boa musica evangelica. discutir com respeito assuntos de interesses do povo cristao
31/07/2011 20:10
De: Bernardo souza
IP: 189.31.72.56

Re: ADVENTISTA DO 7 DIA É UMA SEITA.


esse já é um erro grande
A maior curiosidade da Bíblia é sobre a letra jota  essa letra J
O jota o J esta letra não existia em latim clássico, foi criada na Idade Média para fazer diferença entre o i vogal e o i consonântico para o que muitos i latinos foram evoluindo O nome do verdadeiro Deus sempre foi YHWH, mas adaptaram para Jeová
E o nome do seu filho sempre foi YESHUA adaptaram para Jesus Isso aconteceu só depois do ano 1500 depois do descobrimento do Brasil e foi no século XV por quê? Até 1500 Todos os povos conheciam só o nome de Deus com o nome de YHWH e o de seu filho com o nome de YESHUA
No Hebraico este é o nome do filho do nosso Deus é Yeshua toda pessoa sabe que nomes não se mudam veja o livro de
Hebreus 13 : 8 Yeshua HaMashiach é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.
Nesse verso diz que o nome do Filho de Deus é Yeshua HaMashiach é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.
Veja que o filho de Deus falou com Shaul ou [Paulo] em língua hebraica e disse: que seu nome é
Yeshua no livro de
Atos 26: 14 e 15
26:14 E, caindo nós todos por terra, ouvi uma voz que me falava, e em língua hebraica dizia: Shaul, Shaul, por que me persegues? Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões.
26 : 15 E disse eu: Quem és, Senhor? E ele respondeu: Eu sou Yeshua, a quem tu persegues;
Para confirmar que ele é Yehudym é o dizer Judeu
João 4: 9 e 10
9 Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu yehudin, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
10 Yeshua respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Elohim, e quem é o que te diz: Dá-
me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
Agora colocaram nomes para o filho de Deus
ihsou, Iesous, Iesus, Gesù, Jésus , Jesús , Jesus etc:
Tem bastante amigo, irmãos e conhecidos que ainda tem duvidas, sobre o verdadeiro nome do filho de Deus, e você tem?
Você que esta lendo agora coloque a sua opinião, mas é claro que o seu parecer, vai deixa seus amigos, mais satisfeito ao saber que foi você, que disse: qual é o nome do filho de Deus, ou todos os nomes estão certos? Eu sou Bernardo e quando Deus me chama o meu nome sempre aqui nessa terra, as pessoas irão se lembra morreu O Bernardo!Por que nomes não mudam Mas pode mandar a sua opinião; aqui é o Brasil, somos um povo livre agora antes de responde você
deve saber que não existe a letra Jota no Hebraico o nome Jesus é uma adaptação para o Português, mas tem gente que é bem mais conhecida com o seu apelido, outros com o seu sobrenome, mas mande a sua opinião.
Outro aviso importante sobre a letra (Jota) não existe nem no alfabeto hebraico, nem no alfabeto grego e nem no alfabeto latim.
Quando as Escrituras sagradas foram escritas não existia a letra [Jota] J
As letras j e v são ditas assim como letras RAMISTAS por terem sido criadas por Petrus Ramus no século XV Petrus Ramus. Foi filósofo francês{Pierre de la Ramée] foi professor de Filosofia da Universidade de Paris.
As letras j e v são ditas assim como letras [RAMISTAS]

[Pierre de la Ramée o Francês ] inventou o crio As letras j e v  depois do descobrimento do  Brasil
em 1500
Por que: todos os povos do planeta terra conheciam o nosso Deus com o nome de YHWH trocaram por Jeová
Da mesma maneira o seu filho com o nome de Yeshua
A letra J é também,mas uma invenção da Idade Média;por Petrus Ramus no século XV Petrus Ramus. Foi filósofo francês{Pierre de la Ramée] foi professor de Filosofia da Universidade de Paris.
A B C D E F Z H I K L M N O P Q R S T V X
Com isso, o alfabeto romano tomou sua forma clássica, com 23 caracteres: A B C D E F G H I K L M
N O P Q R S T V X Y Z
Já na Idade Moderna, no século XVI, o I foi dividido em I (vogal) e J (consonantal) e o V em U
(vogal) e V (consonantal), mas esse uso só se generalizou a partir do século XVIII. Essas
modificações deram origem aos modernos alfabetos latinos.
05/07/2009 10:29
De: MISSAIDEUSEUEVOCE
IP: 189.31.153.159

MISSAO

GRAÇA E PAZ  !!!!!
         SIM AMADOS VAMOS FALA DE MISSAO???  COMO ESTA  OTRABALHO    OBRIGADO    MISS.NETA
10/03/2007 13:01
De: Valdir
IP: 201.42.99.186

Jesus Cristo voltará em 2007?

Adaptado pelo Prof. João Flávio Martinez
“Jesus voltará no ano de 2007 num dia de sábado...”
        Uma afirmativa dessa é sem dúvidas comprometedora e herética!  Mas ao contrário do que alguém pode conjecturar, esse descalabro não foi arvorado por algum líder das Testemunhas de Jeová ou de qualquer outra seita, mas por uma preeminente líder evangélica – Valnice Milhomens. A profecia teria sido divulgada num programa televisivo antes de seis de janeiro de 1992, data em que o Pastor Paulo Romeiro, por escrito, convidou referida pastora para uma conversa em torno do assunto. Paulo Romeiro, falando em nome do Instituto Cristão de Pesquisas, diz possuir "quase todos os seus vídeos e a prova desta afirmativa". (Confira os livros de Paulo Romeiro: "Supercrentes", Ed. Mundo Cristão, página 24 e "Evangélicos em Crise" nas páginas: 183 até 191).  A volta de Jesus é um evento muito especial e tão ansiosamente esperado pelo povo de Deus, que não nos cabe alimentar falsa expectativa. As falsas expectativas poderão causar prejuízos às pessoas. Projetos de vida podem ser defeitos; muitos podem cancelar seus estudos; alguns jovens poderão ficar ansiosos por dedicar mais tempo ao Senhor, aproveitando tempo que resta, etc.  A Bíblia não apóia essas profecias acerca de data para o retorno do Senhor Jesus. Vejam o que Ele mesmo disse: “Porém, a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente o Pai. E, como nos dias de Noé, assim, será também a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis” (Mt 24.36-44). “Não vos pertence saber os tempos ou as épocas que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder” (At 1.7). “Pois vós sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite” (1 Ts 5.2; 2 Pe 3.10). “Será um dia singular conhecido do Senhor” (Zc 14.7).
        A Bíblia revela enfaticamente que ninguém sabe a data do retorno do Senhor Jesus. Desculpem-me pela prolixidade, mas se Jesus disse que ninguém sabe é porque ninguém sabe mesmo e ponto final. Deus teria revelado essa data a uma ou mais pessoas, excepcionalmente? Jesus não teria falado a verdade? Ele sabia que dois mil anos depois o Pai revelaria essa data a uma pessoa ou a um grupo, mas resolveu não divulgar? Impossível. Jesus foi categórico. A Palavra não deixa dúvida. Jesus virá quando menos se espera e de surpresa, repentinamente, sem aviso prévio.
        À vista da profecia sob comentário, já podemos fazer algumas suposições. A profecia diz que Jesus virá num sábado de 2007. O primeiro sábado desse ano cai no dia seis de janeiro. O último, em vinte e nove de dezembro. Portanto, se correta a profecia, Jesus retornará entre de 6.1 a 29.12.2007. Os sábados do ano de 2007 são os seguintes. Em janeiro, dias 6,13,20 e 27; em fevereiro, dias 3,10,17 e 24; em março, 3,10,17,24 e 31; em abril, 7.14,21 e 28; em maio, 5.12,19 e 26; em junho, 2,9,16,23 e 30; em julho, 7.14,21 e 28; em agosto, 4.11,18 e 25; em setembro, 1.8.15.22 e 29; em outubro, 6.13,20 e 27; em novembro, 3.10,17 e 24; em dezembro, 1.8,15,22 e 29. Portanto, com base nessa profecia, o retorno de Jesus torna-se previsível. A cada sábado, a partir de zero hora, a trombeta supostamente poderá soar. Vamos esperar. Faltam alguns meses para o início do ano de 2007. O primeiro sábado será no dia seis de janeiro. Vamos entrar em contagem regressiva.
Fonte consultada: http://www.ejesus.com.br/exibir.php?arquivo=5473
Airton Evangelista da Costa
11/04/2009 15:36
De: Antõnio Leandro
IP: 189.124.16.33

Já parou para pensar

Vcs também podem ser considerados seitas, porque não? Gostam de tirar o cisco do olho do teu irmão mas não conseguem tirar a trave que esta em vossos olhos! Verifiquem que vcs também defendem ensinamentos que não tem nada haver com as escrituras. Veja a condição deploravel que vcs se encontram! Vivem como mundanos apreciando músicas mundanas, bem como estilo de vida. Não vou falar sobre as heresias que vcs defendem que são tantas. Vão estudar as escrituras antes de condenarem outros grupos seus héreticos de meia tigela!
26/02/2007 13:37
De: Carlos Cesar
IP: 200.204.77.60

Heresia nas músicas

Estou necessitando de uma dica. Colocamos um hino no nosso grupo de jovens, porem uma parte da letra diz: DEUS É DEUS DE PERTO E NAO DE LONGE. Existe uma contradição em relação a palavra de Deus?
28/02/2007 16:01
De: Israel
IP: 200.204.77.60

Maravilha saber que podemos compartilhar...

Entrei no site central dos levitas e encontrei este endereço. Fico feliz em saber que existe pessoas preocupada com a sauda das músicas evangelicas.
Tenho uma dúvida: Na música de Cassiane que Diz:
Deus não rejeita oração, a oração é o alimento!
A pergunta é: Oração é realmente o alimento?
23/08/2007 13:52
De: Roberto F. Pereira (roberto_vidanova_vm@hotmail.com)
IP: 201.92.176.46

Re: A doutrina dos unicistas...

Outrora a alguns dias, perdi em Site Evangélico suposta entrevista com o Lider do Voz da Verdade.
Gostaria de saber no que eles acreditam....E todas informações possíves sobre a distorção da PALAVRA DE DEUS neste Grupo Musical e Também MINISTÉRIO.
Porque cresci ouvindo suposições aleatórias contando que Eles eram heréticos,  e    Sim de uma Seita. Me respondam por gentileza... Grato ......Graça e Paz .......ROBERTO
26/12/2011 11:34
De: Andresa
IP: 189.67.61.193

Re: Re: ADVENTISTA DO 7 DIA É UMA SEITA.

Leia a Biblia pois ela tem todas as resposta!!!
se os adventias são uma seita o que você e?
“Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.” Êxodo 20:7
"Não dirás falso testemunho contra o teu próximo."Êxedo 20:16
Se o nome de Deus não for da forma que o chamamos, temos reverencia ao pronuncia o nome dEle, não importa qual nome chamaremos sendo certo ou nao, Ele endendi toda as coisa Ele sabe que estamos clamando por Ele...
30/05/2009 21:23
De: Carlos Roberto
IP: 189.12.175.135

Musica Gospel

DISFARCE MODERNO
   SATANÁS CAMUFLADO EM CD
"Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento"
I Coríntios 14:15
Quando era mais novo e sem a consciência de preservação que tenho hoje, tinha como costume preparar armadilhas para a captura de alguns animais. Hoje já não faço e não aprovo isto! Sei que existem e conheço vários tipos destes artifícios usados pelos caçadores, muitas destas armadilhas são camufladas na intenção única de iludir o animal levando-o a ser apanhado. É crime previsto na legislação ambiental e hoje tenho consciência disto, portanto não as uso.
No meio evangélico, com o advento das tecnologias inovadoras, muitas novidades surgiram no mercado facilitando a vida de muita gente e de todas as igrejas espalhadas pelo mundo. Não que eu seja contra este aparato tecnológico, mas tenho minhas ressalvas pelo que já pude perceber com o uso indiscriminado destas benesses criadas pelo homem. Atrás da tecnologia vieram “armadilhas” sofisticadas que estão aprisionando muita gente! No meio religioso então a coisa ficou complicada, há uma obsessão pelas novidades escravizando a militância e tornando o culto num festival de tecnologia e sofisticação sem precedentes. O barulho se instalou perigosamente em nossas igrejas.
Quero me deter em uma destas “armadilhas” que está sendo usada como camuflagem por Satanás para invadir as igrejas e sorrateiramente impor de forma abusiva as suas táticas de convencimento e de aliciamento de adeptos para os seus projetos. É bom lembrar que ele é especialista na construção deste tipo de coisa e sabe sofisticar para camuflar as suas invenções. A musica é, sem duvida alguma, uma das partes mais importantes do culto, pois é através dela que as pessoas expressam o louvor a Deus e celebram os seus feitos. Ela é parte integrante da adoração e sem ela hoje o culto perderia o sentido e deixaria de existir. E foi exatamente na musica que o inimigo encontrou uma forma sutil de minar a resistência da igreja e por conseqüência de seus membros ao fazer do sonho de se gravar um CD um objetivo que todo mundo busca conquistar a qualquer preço. Foi um tiro certeiro, no alvo.
É ai que entra a “camuflagem”, o Diabo se escondeu atrás da indústria fonográfica e sorrateiramente se apresentou com suas facilidades para que qualquer um, independente de estar ou não comprometido com os princípios verdadeiros da fé, pudesse se aventurar no mercado musical. Assim, em nome da cultura popular, ele abriu as portas para que os mais variados ritmos literalmente invadissem as programações e os cultos de nossas igrejas. Camuflado em CDs, o Diabo encontrou receptividade abrindo as portas para que, em nome do GOSPEL, todo o tipo de composição musical tivesse liberdade para ser executada usando o nome de “musica evangélica”. Os modelos foram literalmente copiados do mundo e introduzidos na igreja em nome da liberdade de expressão e de adoração, banalizando a adoração através da musica no culto.
Quero registrar que não tenho nenhuma oposição ao uso de instrumentos na música religiosa em nossa adoração, desde que eles não sejam dominantes na prática do louvor. Aliás, um instrumento bem tocado também trás alento par o coração e para a alma.
A indústria do CD, patrocinada pelo Diabo, se expandiu com uma velocidade impressionante e o que se vê são pessoas despreparadas em todos os aspectos usando a desculpa de estarem “cantando para Deus” para gravarem aberrações que afrontam a inspiração e os ensinos Sagrados. O que encontramos nas igrejas são pessoas se inspirando nos artistas do mundão, copiando na integra tudo que eles fazem em seus “shows”, tudo com a clara intenção de abocanhar uma fatia no mercado musical religioso. Satanás introduz na igreja apostasias e perversões doutrinárias que teria dificuldade introduzir diretamente não fosse o atalho da musica. Graças à tecnologia, o Diabo leva o mundão aos evangélicos e com sua influência maligna, o discernimento espiritual do cristão se perverteu, a impressão e poder da mensagem divina foram destruídos. O endeusamento de pessoas ficou evidente nos espetáculos montados para que os “artistas da fé” possam mostrar as suas habilidades teatrais.
Segundo especialistas na área de psicologia, não há influência mais poderosa para envenenar a imaginação do ser humano, destruir as impressões religiosas e tirar o gosto pelos prazeres tranqüilos e as realidades sóbrias da vida, do que a musica. Os grandes compositores que o digam! Pois está ai o eficiente disfarce do ministério satânico operando através da ocultação e da invisibilidade, pintando e bordando com aquilo que tínhamos de melhor no louvor a Deus.
Aos que defendem estes novos estilos “gospel”, letras evangélicas com melodias mundanas, fica aqui o alerta, as forças das instrumentalidades satânicas misturam-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e a isto estão chamando de adoração. Satanás fez da música um estratagema para capturar as suas presas e os seus objetivos estão sendo plenamente alcançados. Para estes defensores do “espetáculo” tudo está certo! Errado é dizer que eles estão errados! O que Deus condena como pecado, eles dizem, “isto é preconceito”; “isto é verdade para aquele tempo”, o pecado para eles está só na cabeça da gente. O verso preferido deles é: “Não julgueis, para não serdes julgados”. Pois eles TUDO PODEM naquele espírito de falsa popularidade que lhes fortalece! Se o povo achou bom, se dançou; se povo chorou, se o povo gostou; se ouve aleluias ou se povo disse amém, então, é tudo Santo! Em nome de Deus, vale qualquer coisa. A bandeira que hasteiam é: “A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS!”
Hoje, graças à tecnologia dos CDs a igreja nem canta, a maioria apenas dubla ou canta mecanicamente, e são poucos os irmãos que conhecem algum hino do saudoso e falecido “Cantor Cristão”...  Será que alguém se lembra dele? De tanto se apoiar nas confortáveis muletas eletrônicas, a igreja está ficando paralítica! Está capengando e não se dá conta disto! Quanta saudade do “Castelo Forte”!
A musica quando empregada para “fins bons” é uma bênção, mas é muitas vezes usada como um dos mais atrativos instrumentos de Satanás para enganar as pessoas. Quando mal empregada, leva os não consagrados ao orgulho, à vaidade, à tolice e ao estrelismo. Quando se lhe permite tomar o lugar da devoção e da adoração, é uma terrível maldição. A música sacra está se perdendo na sua beleza pela subserviência exacerbada do cristianismo aos caprichos de Satanás. Você pode estar argumentando que “todo mundo faz” para justificar a sua opção. Até onde sei e a Bíblia ensina, não seguimos o que o mundo faz, seguimos Aquele que fez o mundo, e tudo que nele há, portanto precisamos ter bons critérios na definição de nossos padrões na nossa relação com Deus.
Cantamos que queremos “voltar ao primeiro amor”, mas na prática fazemos exatamente o contrário, corremos para o mundo num casamento perfeito com as suas práticas. Por tudo isto, pela volta às origens da “verdadeira musica” e do “verdadeiro louvor” é que deixo aqui o meu protesto e a minha indignação pela maneira como as nossas igrejas rotuladas de “cristãs” estão se aliando ao inimigo e permitindo que ele dite as regras quando o assunto é adoração e louvor no meio evangélico. Afinal, estamos temporariamente no mundo para “mudá-lo” e não para “sermos mudados” e “moldados” por ele. Neste caso, “retroceder” é preciso! Lembrando que para esta armadilha está em vigor, mesmo não sendo respeitada, a “lei da racionalidade” registrada nas Escrituras: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente pra que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” - Romanos 12: 1 e 2.
Atenção! Se você como eu gosta da boa música, multiplique esta idéia repassando este E-mail.
Carlos Roberto Martins de Souza
crms1casa@hotmail.com
Seu IP: 3.226.245.48 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)